Mesa “Meu Ipojuca Querido” festeja história e legado arquitetônico da cidade

Uma conversa entre o secretário de governo Romero Sales, o escritor Arnaud Mattoso, e o historiador Rui Ferreira festejou a história e o legado arquitetônico da cidade de Ipojuca.

Rui Ferreira, que pesquisou a história do município, falou sobre a importância da manutenção da memória, e comentou sobre a desvalorização das heranças arquitetônicas da cidade. “Existem taxistas que levam os turistas daqui para verem as igrejas de Nazaré’, lamenta o historiador.

Autor de, entre outros, Porto de Galinhas d’Angola, Arnaud Mattoso comentou sobre o poder do povo ipojucano. “É impressionante como as pessoas daqui defendem e amam o seu lugar”. Professor de administração na faculdade local, Mattoso diz que notou esse comportamento apaixonado em seus alunos, que queriam trabalhar para fazer a cidade crescer.

O secretário encerrou a conversa com uma ode à cidade, na qual reiterou a importância não apenas de preservar sua história, mas também de festejar suas pessoas, verdadeiras responsáveis pelo encanto do local.

Deixe uma resposta